terça-feira, 16 de março de 2010

Hinário 2 - Considerações

Que Deus sempre esteja conosco no decorrer de nossas vidas.

Continuando conforme eu havia prometido, vamos a algumas considerações com relação ao hinário 2.

Após 15 anos em cantar em italiano, a congregação publica o seu primeiro hinário em português. Provavelmente devido à pressão que ocorria naquele tempo conturbado pois estamos exatamente em 1943, ápice da segunda guerra mundial e, no Brasil, tudo relacionado a Itália, então aliada nazista, foi retirado.

Houve algumas alterações, uma delas é justamente o prefácio do hinário 1, o qual dizia que esses hinos eram utilizados entre várias igrejas, contudo, ainda permaneceu o fato de dizer que os hinos são americanos,italianos e de outras nações, e, pela primeira vez, temos hinos inseridos de criação da própria CCB. (Hino 3, por exemplo)

Me arrisco a dizer que, foi nesse período que entra em cena a figura mais emblemática de nossa hinódia (historia de nossos hinos), Ana Spina.

Ela, ao que me consta, foi uma das principais responsáveis pela tradução de vários hinos, recompilação e acerto de vários erros do hinário 1 (ex: clave de fá virada para o lado errado...).

Temos mantida ainda a divisão de culto oficial e culto de jovens e menores. Com 25 hinos, levava o nome de " HYMNOS PARA A REUNIÕES DOS MENORES", enquanto no hinário 1 levava o nome de "CANTICI SPIRITUALI PER FANCIULLI", ou seja canticos espirituais para crianças. Bem diferente não?

Há também, a extinção de cantos para o baixo, provavelmente extinguindo os corais, onde entra, se não me falha a memória, a introdução do "hino do silêncio" e o "hino de despedida", ou "hino de encerramento".

É importante notar que há, neste novo hinário, uma diferenciação para hinos de abertura de culto, santa ceia, e funerais, mas não temos ainda uma separação para hinos de batismo.

Acredito que o hino "mais querido" pelos músicos deveria ser o 178 (Glória, Aleluia.) retirado do hinário posteriormente, escute ele ai em baixo.



Outra diferença significativa foi a supressão de alguns hinos, poi o total de hinos nessa edição chega a 275, 250 de adultos e 25 de jovens. Uma redução significativa num total de 103 hinos "perdidos".

A partir do hinário 2 começamos a sofrer um processo de "enxugamento" de apogiaturas e passasgens para o baixo, como vai ser possivel notar mais adiante.

Enfim, como sempre, fica um hino deste hinário, bem conhecido pela irmandade contudo tem uma alteração drástica de ritmo. Alteração esta que está no hinário, portanto é correta.

Hino 16 - A minha alma..

A explicação desta alteração se explica no andamento que sai de um 6/8 para um 3/4...

Download do hinário 2. Clique aqui

3 comentários:

Cristão CCB disse...

A paz de Deus!

Uma coisa que sempre fico a pensar é se esses hinos "extra-oficiais" geralmente cantados em tocatas, são na verdade hinos de versões anteriores ao hinário 4 e que foram suprimidos.

Lógico que um ou outro é criado pela própria irmandade, outros são canções cujas letras são outras denominações, mas com certeza um ou outro eram hinos dos primórdios da CCB.

Fique na paz e no amor de Deus!

Fraterno abraço,

Mario

Derson disse...

DEUS abençõe pelo hinario 2, diferente o hino A Minha Alma.

Hélio Marques disse...

Irmao Claudio quando vc escrevera do hinario numero 3?

Hélio (do Blog do Centenario da CCB)